Palhas

Num dos seus deliciosos artigos Moncho Vilar lembrava um encontro de estudantes com Manuel María na Facultade de Filologia da USC[1]. Rematada a conferência, o poeta da Terra Chá preocupou-se de perguntar aos rapazes, um por um, de onde eram. Para a surpresa de Moncho, Manuel María non só sabia perfeitamente onde era que estava … Continue lendo Palhas

Anúncios

Genealogia do Vilar

Mapa com varios Vilar em Frades

O erudito eumês Millán González-Prado estudou com detalhe a evoluçom semántica da palabra galega “vilar”, generadora de muitos topónimos no Reino medieval da Galiza[1]. Na comarca de Ordes achamos lugares chamados Vilar –sem artigo-, nas freguesias de Cerzeda, Mercurim, Messia, Castenda da Torre e Campo, e O Vilar –com o artigo- nas de Ordes, Vila … Continue lendo Genealogia do Vilar

Guerreiros do país das mámoas e os vidoeiros

A atual aldeia de Germar, em Cerzeda, aparece citada em vários documentos medievais do mosteiro de Soandres. No primeiro, do ano 932, a “villa Germar iuxta Ripas altas cum suo busto et cum suis villaribus” é cedida aos bieitos de Soandres polos herdeiros do mosteiro de Santa Maria de Cambre; em outro de 1032 lê-se … Continue lendo Guerreiros do país das mámoas e os vidoeiros

Os Jogos Galaicos

O topónimo Cornide, que dá nome a umha dúzia de povoaçons da Galiza e Portugal, também se encontra na freguesia de Numide nomeando um Monte Cornide, situado mui significativamente perto do Castro de Gorgulhos e das Pedrinhas. Partindo do dicionário de Carré Alvarellos, Corominas e outros etimologistas baralharam a possibilidade de explicar Cornide por um *cornuetum, … Continue lendo Os Jogos Galaicos

O retorno da zebra

Mapa da paróquia de Chaiám, co lugar do Zebro

Quando os colonialistas portugueses toparom com uns fabulosos équidos em África, animais de cores inverosímeis, apenas atinárom em chamar-lhes zebras, comparando-os com os onagros ou asnos selvagens que conheciam na sua terra natal. Extinto na Península Ibérica por volta do século XVI, do zebro permanece o recordo, como fóssil toponómico, em dous pontos da comarca … Continue lendo O retorno da zebra

Caminho da luita

Há aldeias chamadas Gosende nas freguesias de Castro, Ordes e Rodis, sem esquecer umha outra em Encrovas, engolida polo capitalismo extrativista. Ainda, contam-se muitos outros Gosendes –e variantes- por todo o território que abrangia o antigo Reino Suevo da Galiza; somentes no concelho português de Viana do Castelo, existem hoje os lugares de Gosende, Gosendes … Continue lendo Caminho da luita