Cestos e castros?

Umha nota sobre castros redigida por Isidoro Millán González-Pardo parece deitar algo de luz sobre os topónimos da Cestenha (Vila Maior) e Cestanhos (Parada), mas o que vem a continuaçom som especulaçons que só umha especialista nos poderá aclarar. Estudando a presença na toponímia galega do étimo céltico correspondente à atual palabra irlandesa ráth ou … Continue lendo Cestos e castros?

Anúncios

As armas das débeis

Além da aldeia das Raposeiras em Ardemil, há muitos outros zootopónimos referidos à vulpes vulpes por toda a geografia ordense, dando lugar a microtopónimos como: um outro as Raposeiras, no linde entre Pereira e Marçoa, ao Sul do Coto do Lobo; as Raposas em Parada; Fonte Raposeira em Campo; os Montes da Zorra em Messia, … Continue lendo As armas das débeis

Santa Martinha das Galegas

Igreja de Sam Martinho de Galegos, em Frades

para Montse Contam-se, tam-só no distrito de Lisboa, as localidades de São Bartolomeu de Galegos, Casais, Casais Galegos, Aldeia Galega da Merceana, a Póvoa da Galega e mesmo umha Galiza… Topónimos semelhantes repetem-se polo resto de Portugal1, pola Espanha2 (às vezes num tom despetivo) e por médio mundo3. A explicaçom é clara: referem-se à nacionalidade … Continue lendo Santa Martinha das Galegas

As aldeias das leitoras (II): A Pontraga

A companheira Cristina Amor Faya, por sua parte, pergunta polos topónimos de Darefe, aldeia da freguesia de Ordes, e polo da Pontraga, esta na de Parada, ainda que veu denominando um espaço mais amplo. Quanto ao topónimo da primeira, é um desses para os quais ainda nom encontramos explicaçom satisfatória, polo que haverá que continuar … Continue lendo As aldeias das leitoras (II): A Pontraga