Apelidos LINHARES e LINHEIRA(s): Os tecidos da comunidade

As abundantes terras para o cultivo do linho (Linum usitatissimum) deixárom umha grande impronta toponímica na comarca de Ordes e, por conseguinte, nos seus apelidos, sendo Linhares o oitavo mais frequente do concelho de Cerzeda. Devem ser essas Linhares descendentes das vizinhas da aldeia de Gesteda chamada igual, e que tem a sua irmá toponímica … Continue lendo Apelidos LINHARES e LINHEIRA(s): Os tecidos da comunidade

Anúncios

O Santo dos Eucaliptos

Aldeia de Rosende em Traço

Há duas aldeias chamadas Rosende na comarca de Ordes e, aliás, estám bastante pertinho umha da outra, umha na freguesia de Campo e outra na de Chaiám. Há, também, um rego de Rosende, no linde entre Traço e Benza. Trata-se, mais umha vez, dum topónimo formado a partir dum nome germánico de possessor. As de … Continue lendo O Santo dos Eucaliptos

As aldeias das leitoras (IV): Lenha, Tambre, barca

Perguntava Paula polo significado de Chaiám, nome da freguesia de Traço em que mora a sua irmá, e que é das mais conhecidas da comarca de Ordes por parte das picheleiras, por conta da sua magnífica praia fluvial à beira do Tambre e, quiçá, por percursos ancestrais em procura do amor. Di a cantiga escuitada … Continue lendo As aldeias das leitoras (IV): Lenha, Tambre, barca

Toponímia gatuna

Há na freguesia de Traço um lugar chamado Rego de Gatos, que deveu recolher o nome de um verdadeiro rego homónimo. Aliás, entre a toponímia menor ordense acham-se uns terrenos chamados as Gatinheiras, em Tordóia, e a Gatinheira, um em Buscás e outro na Vilouchada, este último à beira do Rego das Pesqueiras, significativamente. E … Continue lendo Toponímia gatuna

O retorno da zebra

Mapa da paróquia de Chaiám, co lugar do Zebro

Quando os colonialistas portugueses toparom com uns fabulosos équidos em África, animais de cores inverosímeis, apenas atinárom em chamar-lhes zebras, comparando-os com os onagros ou asnos selvagens que conheciam na sua terra natal. Extinto na Península Ibérica por volta do século XVI, do zebro permanece o recordo, como fóssil toponómico, em dous pontos da comarca … Continue lendo O retorno da zebra